Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
DEFENSORIA PÚBLICA: SE PAGAR O 13º, CORTA INTERNET

CHEFE DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ALEGA CARÊNCIA DE RECURSOS PARA O ÓRGÃO E FALA QUE PAGAMENTO DO 13º SALÁRIO PODE NÃO ACONTECER

03/12/2019 16:44 - Atualizado em 03/12/2019 17:10

Erisvaldo relata crise enfrentada na DPE (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Após participar nesta terça-feira (3) de audiência pública que discutiu a divisão do orçamento para 2020, o defensor público geral do Piauí, Erisvaldo Marques, fez uma revelação preocupante. Segundo ele, o pagamento do 13º salário dos servidores e dos próprios defensores públicos está comprometido pela carência de recursos repassados à instituição.

Conforme Erivaldo, se pagar o 13º não haverá como custear serviços básicos como o de internet, algo essencial no funcionamento do órgão. Segundo ele, a Defensoria pode parar.

"Está sim [comprometido o 13º]. No ano passado, para que fosse pago o 13º, atrasou o custeio. E se for atrasar ainda mais o custeio para pagar 13º a gente vai deixar de pagar internet. Deixando de pagar internet a Defensoria para no dia seguinte", contou.

O governador Wellington Dias e Erisvaldo Marques (Foto: Divulgação/DPE-PI)

Erisvaldo focou na internet, mas ressaltou que existem outros custeios que deixarão de ser pagos caso faça opção pelo pagamento do 13º. O orçamento da Defensoria Pública do Estado atualmente é de R$ 87 milhões, mas a direção do órgão afirma que é necessário orçamento de R$ 95 milhões para que a DPE honre com seus compromissos básicos.

Notícias relacionadas
MARGARETE CELEBRA ANIVERSÁRIO DO PARQUE SERRA DA CAPIVARA
MARGARETE CELEBRA ANIVERSÁRIO DO PARQUE SERRA DA CAPIVARA
PREFEITURA DE DOM INOCÊNCIO ANUNCIA LOCKDOWN
PREFEITURA DE DOM INOCÊNCIO ANUNCIA LOCKDOWN
PROFISSIONAIS DE SAÚDE AMEAÇAM ENTREGAR CARGOS EM FLORIANO
PROFISSIONAIS DE SAÚDE AMEAÇAM ENTREGAR CARGOS EM FLORIANO
CONVENÇÕES VIRTUAIS: SEM FESTA NO INTERIOR
CONVENÇÕES VIRTUAIS: SEM FESTA NO INTERIOR