Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
CINISMO ABOMINÁVEL E DESONESTIDADE NOCIVA

CONSELHEIRO FEZ DESABAFO APÓS SER AFASTADO NO TCE-PI

09/07/2020 19:45 - Atualizado em 09/07/2020 19:56

Depois de ver a maioria dos colegas votar pelo seu afastamento dos julgamentos que envolvem o governador Wellington Dias (PT ), o conselheiro do TCE-PI Luciano Nunes soltou o verbo. Ele afirmou que conhece muito bem cada um dos conselheiros do Tribunal de Contas e disse que eles ainda terão que aguentá-lo até o último dia na função.

“Eu ouvi o que cada um disse, palavra por palavra, cada pessoa, cada comportamento. Hoje, graças a Deus conheço com profundidade todos os meus colegas. Amanhã eu faço 74 anos e vocês só terão mais um ano para me aturar. Não vou sair hoje daí porque tem pessoas aí a quem eu quero muito bem, gosto muito, tenho toda a atenção e devo muita deferência. Por esta razão eu continuarei até o último dia”, avisou.

Luciano mandou mais indiretas supostamente para quem atendeu aos caprichos do governador e prefere tapar os olhos para desmandos. Ele falou em cinismo e desonestidade e disse que muitas vezes a Justiça do homem é tolhida, mas a de Deus costuma mandar seu recado.

“Eu só tenho a lembrar frases da minha vida. Eu ouvia quando o Mão Santa dizia que a ignorância é audaciosa. A ingenuidade é audaciosa. Todo excesso gera deformidades. O cinismo é abominável, a arrogância é abjeta e a desonestidade é nociva. Se a Justiça é tolhida, só nos vai restar a mão de Deus que vez por outra manda o seu recado”, concluiu.

ANTERIOR

EX-PREFEITO PIAUIENSE MORRE DE COVID-19

PRÓXIMA

COM COVID, MARGARETE RELATA QUE ESTÁ “TOTALMENTE INDISPOSTA”