Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
CHURRASCO INVESTIGADO

POLÍCIA CIVIL DO PIAUÍ APURA REALIZAÇÃO DE CHURRASCO COM PRESENÇA DE VEREADOR EM PLENA PANDEMIA DA COVID-19 NO INTERIOR DO PIAUÍ

19/05/2020 11:38 - Atualizado em 19/05/2020 11:44

Farra irresponsável virou caso de polícia no Piauí (Foto Ilustrativa/Reprodução/Internet)

Um churrasco realizado no dia 30 de abril na cidade de Dom Expedito Lopes, a 281 km de Teresina, virou alvo de investigação da polícia. A farra com aglomeração de várias pessoas aconteceu quando já estavam em vigor os decretos do Governo do Piauí e da própria prefeitura do município que proíbem aglomerações por conta da Covid-19.

O caso chegou ao conhecimento do promotor de Justiça Maurício Verdejo Gonçalves, da 6ª Promotoria de Picos, que pediu para a Polícia Civil apurar o caso. Um vereador do município de Dom Expedito Lopes, que deveria dar exemplo, estava no churrasco. Vídeos da farra irresponsável em plena pandemia circularam pelo WhatsApp. 

A Delegacia Regional de Picos comanda a investigação. De acordo com o MP-PI, os participantes do churrasco podem responder por desrespeito à determinação do poder público para impedir propagação de doença contagiosa, crime previsto no artigo 268 do Código Penal. A pena prevista é de detenção, de um mês a um ano, e aplicação de multa.

O vereador e outros participantes do churrasco vão chamados para depor.

Comente!

ANTERIOR

LUZILÂNDIA: CIRO DIZ QUE VAI DECLARAR APOIO A RONALDO GOMES

PRÓXIMA

ISMAR MARQUES DESISTE EM LUZILÂNDIA: “VOU ANULAR MEU VOTO”