Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
SOLENIDADE
83 DIPLOMAS ESTÃO PREPARADOS

EVENTO DE DIPLOMAÇÃO DOS ELEITOS ACONTECE NA PRÓXIMA SEGUNDA (17), NO AUDITÓRIO DO TJ-PI; JUSTIÇA ELEITORAL TAMBÉM ESPERA SUPLENTES

14/12/2018 14:49 - Atualizado em 14/12/2018 15:06

Justiça Eleitoral está preparada para diplomação (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

Conforme foi definido em outubro pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI), os eleitos este ano no Piauí serão diplomados na próxima segunda-feira (17). A solenidade vai acontecer no auditório do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), às 19h.

O número de políticos diplomados na solenidade pode chegar a 83, isso porque o TRE-PI decidiu fazer a diplomação de até cinco suplentes de cada coligação.

De acordo com o presidente do TRE-PI, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, se até o quinto suplente aparecer na cerimônia, o diploma será entregue a ele pela Justiça Eleitoral.

"Nós colocamos de três até cinco suplentes. Então, se comparecer até o quinto suplente, receberá o diploma na solenidade", explicou o desembargador.

A quantidade de eleitos a serem diplomados é de 48, sendo 30 deputados estaduais, 10 deputados federais, 2 senadores, 4 suplentes de senador [2 de cada senador], o governador Wellington Dias (PT) e a vice-governadora Regina Sousa (PT).

O governador Wellington Dias e o presidente do TRE-PI, desembargador Sebastião Ribeiro Martins (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Os demais 35 diplomas são para os suplentes que resolverem dar as caras na solenidade. Ao todo, foram preparados diplomas para 20 suplentes de deputado estadual [5 para cada uma das quatro coligações que elegeram deputados estaduais] e 15 diplomas para suplentes de deputado federal [5 para cada uma das três coligações que elegeram federais].

A cerimônia de diplomação atesta que os eleitos cumpriram todas as formalidades previstas na legislação eleitoral e a entrega dos diplomas confirma que os eleitos estão aptos a tomar posse nos mandatos para os quais foram eleitos nos termos da Constituição Federal. Para receber o diploma, é necessário que eleitos e suplentes estejam com o registro de candidatura deferido e as contas de campanha julgadas, não necessariamente aprovadas.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
NÃO SERIA BOM!
ELMANO NÃO QUER RENAN CALHEIROS
ELMANO NÃO QUER RENAN CALHEIROS
VEREADORES
CASAL NO PARLAMENTO
CASAL NO PARLAMENTO
CRÍTICA
FÁBIO SÉRVIO CHAMA WELLINGTON DE “CARA DE PAU”
FÁBIO SÉRVIO CHAMA WELLINGTON DE “CARA DE PAU”
OPINIÃO
QUANDO A CONTRADIÇÃO ENFRAQUECE A RENOVAÇÃO
QUANDO A CONTRADIÇÃO ENFRAQUECE A RENOVAÇÃO