Coluna Gustavo Almeida
  • quarta, 20 de novembro de 2019, às 13:24h

    Robert Rios voltou a soltar suas pérolas (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O ex-deputado estadual e pré-candidato a vice-prefeito de Teresina, Robert Rios, ironizou nesta quarta-feira (20) a demora na definição do candidato do atual prefeito Firmino Filho (PSDB). Robert, que deve compor chapa com Dr. Pessoa (MDB), também comentou sobre as recentes trocas de farpas entre membros da atual gestão municipal e o grupo do PT.

    Ele comparou os atritos dos adversários na disputa municipal ao Campeonato Brasileiro e disse que o grupo de Firmino e o do PT brigam para não caírem para a segunda divisão.

    "Nós estamos no final do campeonato nacional. Todo mundo sabe que o Flamengo já é o campeão. E o campeão aqui é o Dr. Pessoa. Então qual é a briga agora? É a briga contra o rebaixamento. Então está brigando o prefeito de Teresina, Firmino, com o PT para saber quem vai para a segunda divisão", comparou Robert em tom irônico.

    BRANCA DE NEVE E SETE ANÕES

    Questionado sobre a demora na definição de um nome do grupo de Firmino, o ex-deputado disse que todos os nomes que o prefeito tem à disposição estão no mesmo tamanho.

    "Ele tem todos os candidatos dele do mesmo tamanho. A mesma coisa de mandar o Firmino escolher o candidato dele é mandar a Branca de Neve escolher qual dos anõezinhos ela vai colocar como candidato. São tudo anõezinhos, então ele vai escolher um dos sete", finalizou.

    VEJA O VÍDEO

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 19 de novembro de 2019, às 17:49h

    Firmino concedeu entrevista a Fábio Novo em 2015 (Foto: Reprodução/Vídeo Reportagem)

    Se a relação entre Fábio Novo (PT) e Firmino Filho (PSDB) sofreu arranhões após recente declaração do prefeito sobre a pré-candidatura do petista a prefeito da capital, a realidade era bem diferente em fevereiro de 2015. Naquele mês, o petista foi até o Palácio da Cidade entrevistar o prefeito sobre o sucesso do tucano no uso de redes sociais.

    Novo tinha acabado de perder a eleição para presidência da Assembleia Legislativa do Piauí numa disputa histórica com Themístocles Filho (MDB). Jornalista por formação, o deputado estadual anunciou que estava de volta ao jornalismo. O anúncio veio com a publicação de uma reportagem onde ele abordou como tema o uso das redes sociais na gestão pública.

    O principal personagem da reportagem de Novo foi o prefeito Firmino Filho. O petista foi até a prefeitura de Teresina mostrar como a forma do tucano usar as redes sociais eram, segundo a matéria, "um novo fazer político" que aproximava a gestão das pessoas. A reportagem mostrou Firmino como exemplo de uso das redes em uma administração.

    REVEJA AQUI A MATÉRIA DE FÁBIO NOVO COM FIRMINO

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 19 de novembro de 2019, às 16:45h

    Wilson Martins fez questão de esclarecer (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O ex-governador Wilson Martins, presidente regional do PSB, explicou na tarde desta terça-feira (19) que não teve nenhuma influência na escolha do sobrinho Rodrigo Martins para a direção-geral do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Wilson desejou sucesso ao sobrinho e enalteceu que sua chegada ao comando do hospital se deu por méritos.

    "No momento em que desejamos a ele muita sorte e muito sucesso frente a essa missão que entendemos ser um grande desafio, cumpre-nos informar, entretanto, que a referida indicação não tem cunho político, pelo menos no que diz respeito ao PSB do Piauí, partido ao qual pertenceu, com muito orgulho, o ex-vereador e ex-deputado Rodrigo Martins", falou.

    Rodrigo Martins é servidor público municipal concursado e desde abril deste ano estava na Gerência de Saúde Bucal da prefeitura de Teresina. A ida dele para a direção do HUT foi anunciada na manhã desta terça-feira pela Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS). Rodrigo Martins se desfiliou do PSB no começo do ano e está atualmente sem partido.

    Rodrigo é o novo diretor-geral do HUT (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Enquanto Rodrigo integra a equipe técnica da gestão do prefeito Firmino Filho (PSDB), o PSB comandado pelo tio Wilson Martins mantém entendimento com a pré-candidatura de Dr. Pessoa (MDB) a prefeitura de Teresina. O partido deve indicar Robert Rios como vice.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 19 de novembro de 2019, às 16:08h

    Rodrigo Martins vai comandar o HUT (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O ex-deputado federal Rodrigo Martins assumiu nesta terça-feira (19) a direção geral do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). O comunicado foi feito pela Fundação Municipal de Saúde. Segundo a FMS, a mudança faz parte de uma reestruturação na área da saúde.

    Ele substitui a enfermeira Clara Leal, que estava na direção do hospital desde abril, quando o médico Gilberto Albuquerque deixou o cargo após seis anos no posto. Rodrigo Martins estava na Coordenação de Saúde Bucal da Prefeitura de Teresina há oito meses.

    Ex-vereador de Teresina e ex-deputado federal pelo PSB, Rodrigo está atualmente sem partido. Ao conversar com jornalistas na semana passada na Assembleia Legislativa do Piauí, ele disse que não vai disputar nenhum cargo eletivo nas eleições do próximo ano.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 19 de novembro de 2019, às 15:19h

    Secretário voltou a justificar "episódio José Ramos" (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

    O secretário estadual de Saúde Florentino Neto (PT) esteve nesta terça-feira (19) na Assembleia Legislativa do Piauí. No local, foi questionado pelo Política Dinâmica sobre o caso do paciente José Ramos, que perdeu a chance de fazer um transplante de rim em Fortaleza porque a Secretaria de Saúde não lhe assegurou a viagem em tempo hábil.

    O fato rendeu a Florentino uma moção de repúdio aprovada na semana passada pela Câmara Municipal de Teresina. Sobre a posição da Câmara, ele disse que está preparado para receber flores, espinhos e pedras. Conforme o secretário, todo gestor público precisa ter a capacidade de aceitar qualquer manifestação, inclusive críticas e repúdios.

    "No ambiente democrático nós temos que ter a capacidade, como gestores, de aceitar toda manifestação. Então você tem que aceitar as flores, mas também tem que aceitar as pedras. E eu aceito todas. Eu aceito tanto as flores, como aceito os espinhos e aceito as pedras", falou.

    Florentino também foi questionado sobre porque o Estado não providenciou um voo em alguma aeronave de empresas de táxi aéreo com as quais o Governo Estadual mantém contrato. Sem responder objetivamente, ele voltou a dizer que quando a Sesapi foi comunicada do procedimento, não havia mais tempo suficiente para garantir a viagem.

    "Naquele momento, para aquele paciente, nós não tínhamos disponibilidade e não conseguimos. É um fato isolado e ocorreu em razão de fatos sobre os quais nós não temos governabilidade. Toda a equipe, desde a hora que foi avisada, buscou de todas as formas resolver o problema que naquele momento se mostrou 'insolúvel'", justificou.

    Assista o vídeo.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 18 de novembro de 2019, às 12:43h

    Candidata natural de Teresina teve desempenho pífio (Foto: Reprodução/Site Toda Politica)

    A ex-senadora alagoana Heloisa Helena marcou época na política nacional ao fazer oposição ao governo Fernando Henrique Cardoso no Senado e ao ser expurgada do PT por criticar os escândalos de corrupção no início do governo Lula, em 2003. Ela também disputou a presidência da República em 2006, quando ficou na terceira colocação.

    Em 2018, tentou se eleger deputada federal, teve mais de 50 mil votos e perdeu. Hoje, Heloísa Helena está sem mandato depois de ter sido vereadora em Maceió de 2009 a 2016.

    Justamente em 2016 outra Heloísa Helena disputou o cargo de vereadora e perdeu. Foi na cidade de Maricá, no Rio de Janeiro. Natural de Teresina, no Piauí, Heloisa Helena, esta do MDB, concorreu a uma vaga na Câmara Municipal da cidade fluminense. O desempenho da piauiense na disputa foi pífio. Teve apenas 11 votos e ficou na 187ª posição geral.

    Assim como a xará famosa, a Heloisa Helena piauiense também está sem mandato.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 18 de novembro de 2019, às 11:15h

    Erasmo (à esquerda) esteve recentemente com Ciro (Foto: Reprodução/Facebook Ciro)

    O pré-candidato a prefeito de Esperantina pelo PSDB, Erasmo Silva, tem percorrido o município, dialogado com a população e atraído o apoio de lideranças de vários partidos. Em nível estadual, ele conta com o apoio integral das cúpulas do PSDB e agora do Progressistas.

    No PSDB, Erasmo é apoiado pelo prefeito de Teresina Firmino Filho, pelo ex-deputado estadual e presidente do partido Luciano Nunes e pelo deputado estadual Marden Menezes. No Progressistas, o senador Ciro Nogueira, a deputada federal Margarete Coelho e a deputada estadual Lucy Soares também já declararam apoio ao tucano esperantinense.

    Atualmente, o grupo que desponta com maior força para 2020 em Esperantina é o do deputado estadual Themístocles Filho (MDB). O grupo do PT, liderado pela atual prefeita Vilma, bate cabeça com vários pré-candidatos, todos até aqui sem apelo popular. Apoiado por Firmino e Ciro, Erasmo tenta crescer para polarizar a disputa com o grupo de Themístocles.

    Erasmo e Firmino mantêm bom alinhamento político (Foto: Divulgação/PSDB)

    OLHAR PARA 2022

    A disputa em Esperantina é estratégica também para 2022. Lá, o PT historicamente é forte, o grupo de Themístocles também e agora Firmino e Ciro tentam se fazer presente. No município, Erasmo tem apoio de lideranças do PTB, do PDT, do PSB e até mesmo do PT e do MDB, caso do suplente de vereador Zezito e do radialista Ricardo Borges, respectivamente.

    Em 2018, Erasmo apoiou a candidatura Lucy Soares. Com o apoio do empresário, ela teve 1.582 votos em Esperantina, sendo a 4ª mais votada para deputada estadual no município.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sábado, 16 de novembro de 2019, às 18:25h

    Elmano durante visita à comunidade terapêutica (Foto: Divulgação/Assessoria)

    O senador Elmano Férrer (Podemos) visitou neste sábado (16) a Comunidade Terapêutica Shalom, em Teresina. A casa acolhe e cuida de pessoas com dependência química.

    Na visita, o senador conversou com alguns dependentes e conheceu a estrutura do local. Elmano prometeu destinar recursos de emendas para ajudar a casa de recuperação.

    Senador ouviu histórias de superação no local (Foto: Divulgação/Assessoria)

    "Pude conhecer um pouco dos que estão sendo cuidados lá, ouvindo suas histórias de vida e como estão avançando no tratamento. Também conheci toda a estrutura do local, que ainda precisa de melhorias. Em breve destinaremos nossas emendas para ajudar a comunidade na reinserção dos dependentes químicos na sociedade", disse o senador.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sábado, 16 de novembro de 2019, às 17:18h

    Hélio apresentou projeto após reportagem (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    No dia 28 de outubro, o Política Dinâmica publicou reportagem com o ranking de proposições apresentadas pelos deputados estaduais do Piauí ao longo de 2019 na Assembleia Legislativa. Até então, o deputado estadual Hélio Isaías (Progressistas) era o único dos 30 parlamentares que não tinha apresentado nada em 2019. Nem requerimentos, nem projetos de leis, nem indicativos de projetos de leis e nem projetos de decretos legislativos.

    No entanto, um dia após a publicação da reportagem, Hélio providenciou seu primeiro projeto de lei no ano. Mais tarde, uma semana depois, a proposta foi lida no expediente da Assembleia e aguarda parecer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O projeto de lei nº 212/2019 prevê a classificação da visão monocular como deficiência, ou seja, a pessoa que só enxerga de um olho terá deficiência reconhecida, o que não ocorre hoje.

    PROJETO DE LEI JÁ FOI APROVADO NO SENADO

    Um projeto com a mesma finalidade foi aprovado no Senado no dia 5 deste mês, mesma data em que a proposta de Hélio foi lida no expediente da Assembleia. O projeto aprovado no Senado classifica a visão monocular como deficiência visual e assegura à pessoa que enxerga com apenas um olho os mesmos direitos e benefícios garantidos à pessoa com deficiência. Agora, a matéria segue para votação na Câmara dos Deputados. 

    Projeto já foi aprovado no Senado Federal (Foto: Reprodução/Instagram/Davi Alcolumbre)

    Com isso, o projeto de lei apresentado por Hélio Isaías não deverá ir pra frente, já que nenhuma lei estadual se sobrepõe à legislação federal. O relator do projeto de Hélio na CCJ da Assembleia Legislativa é o deputado estadual Henrique Pires (MDB).

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sábado, 16 de novembro de 2019, às 15:36h

    Petista já saiu do país outras quatro vezes em 2019 (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

    O governador Wellington Dias (PT) transmitiu no final da manhã deste sábado (16) o cargo para a vice-governadora Regina Sousa (PT). O ato aconteceu no aeroporto de Teresina, onde o petista embarcou para mais uma viagem internacional. Somente em 2019, essa é a quinta vez que Wellington se ausenta do país para compromissos no exterior.

    Em menos de 11 meses do quarto mandato, a média é de quase uma viagem a cada dois meses. Desta vez, Wellington vai à Europa para cumprir agenda na França, Itália e Alemanha, junto com os nove governadores que fazem parte do Consórcio Nordeste. A promessa é de que oportunidades de investimento no Nordeste serão apresentadas aos europeus.

    Cargo foi transmitido para Regina (Foto: Reprodução/Facebook/Wellington Dias)

    "Vamos apresentar as oportunidades de investimentos do Nordeste, que é pouco conhecido. No mundo, o Brasil é lembrado por São Paulo e Rio de Janeiro, então existe a necessidade de um conhecimento maior das outras regiões", declarou o governador antes de embarcar.

    OPOSIÇÃO QUESTIONA VIAGEM

    A quinta viagem de Wellington em menos de 11 meses voltou a causar reação de setores da oposição. O deputado estadual Gustavo Neiva (PSB), líder da oposição na Assembleia, criticou as sucessivas saídas do petista enquanto alunos sofrem sem transporte escolar e pacientes perdem tratamento por falta de passagens que deveriam ser garantidas pelo Estado.

    Gustavo Neiva criticou sucessivas viagens (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    "Em menos de 24 horas o governador conseguiu articular uma viagem à Europa para ele e sua equipe. Essa já é a quinta viagem ao exterior esse ano. Mas para o seu José Ramos, paciente renal, ir à Fortaleza fazer um transplante de rim o Governo do Estado não pagou a passagem. A saúde do povo não tem importância. Não tem saúde, não tem transporte escolar para os alunos do interior, mas tem dinheiro para custear viagem para fora do país. Essas são as prioridades do governador", escreveu o deputado numa rede social.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 14 de novembro de 2019, às 16:18h

    Governadores se divertem com local do casamento de Lula (Foto: Ricardo Stuckert)

    Um bom sanfoneiro, arrasta-pé e bastante carne de bode. Essas são as ofertas do Piauí para que o ex-presidente Lula (PT) escolha casar no Estado. O governador Wellington Dias (PT) disse nesta quinta-feira (14), em tom bem humorado, que existe uma disputa sadia entre estados nordestinos para sediarem o matrimônio do líder petista.

    Questionado sobre a possibilidade do casamento ser no Piauí, Wellington falou sobre a disputa e apresentou os atrativos para que Lula opte por casar em solo piauiense.

    "Lá tem uma disputa [sobre o local]. Eu disse a ele: 'venha casar no Piauí que a gente arranja um bom sanfoneiro, tem um bode aí, faz uma festa'", brincou o governador.

    Wellington e Lula se encontram na quarta-feira (14) em Salvador, na Bahia. O ex-presidente está namorando com a socióloga Rosângela da Silva, a Janja. O romance começou quando Lula ainda estava preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 14 de novembro de 2019, às 15:27h

    Wellington Dias falou de obra para Lula (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O governador Wellington Dias (PT) viajou nesta quinta-feira (14) para a cidade Caracol, na região Sul do Piauí. No local, o petista assinou ordem de serviço para retomada do trecho da rodovia BR-235, entre as cidades de Caracol, Guaribas e Bom Jesus. A obra será feita com recursos federais do Dnit e executada pela Secretaria de Transportes do Piauí (Setrans).

    Antes de viajar, Wellington contou que o ex-presidente Lula (PT) está sabendo da retomada da obra. Eles se encontraram na quarta-feira (13) em Salvador, na Bahia, ocasião em que o governador disse ter falado para o ex-presidente sobre a obra que será executada na região Guaribas. A cidade foi piloto do programa Fome Zero, lançado por Lula em 2003.

    "Ele está muito bem, muito carinhoso com o Piauí. Me perguntava toda hora e quer vir ao Piauí muito em breve. Eu dizia a ele dessa obra da estrada para Guaribas em direção a Bom Jesus e ele ficou muito animado. Pediu que eu levasse um abraço ao povo daquela região. Ele está preocupado com o Brasil, muito centrado nisso. Ele quer viajar pelo Brasil", falou.

    Em outubro, o Dnit repassou R$ 26 milhões para o Governo do Estado executar os serviços no trecho. Outros R$ 4,5 milhões já estavam na conta do estado, remanescente de um convênio anterior. Com isso, a obra vai começar com R$ 30,5 milhões em conta.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 13 de novembro de 2019, às 23:05h

    Inércia de secretário provoca reação (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Câmara Municipal de Teresina aprovou nesta quarta-feira (13) uma moção de repúdio ao secretário de Saúde do Piauí, Florentino Neto (PT). A moção foi proposta pelo vereador Ítalo Barros (PTC). O motivo foi o caso do paciente renal José Ramos, que deixou de adquirir um rim por falta de uma passagem que deveria ser garantida pelo Estado. Ele espera pelo transplante há 11 anos e perdeu a oportunidade devido à negligência do governo.

    O vereador Stanley Freire (PL), que é paciente renal, levou o caso à tribuna da Câmara e criticou duramente a situação. O discurso dele foi aparteado por vários vereadores que também condenaram a ineficácia do secretário por não garantir a viagem do paciente para fazer o procedimento em Fortaleza. Até mesmo o vereador Dudu (PT) lamentou o episódio.

    Em um aparte ao discurso de Stanley, o vereador Joaquim do Arroz se disse estarrecido com a inércia de Florentino. Para ele, perdeu-se a chance de mudar a vida do paciente José Ramos por incompetência administrativa. "Peço a atenção em relação ao governador, porque nesse caso o único erro que eu vejo no governador é apostar num gestor que não tem iniciativa, que não tem o mínimo de coração e nem capacidade de gestão", desabafou.

    A moção de repúdio foi aprovada com 17 votos favoráveis. Nenhum vereador votou contra.

    O QUE DIZ A SESAPI

    Sobre a moção de repúdio ao secretário Florentino Neto, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) informou ao Política Dinâmica que não vai se pronunciar.

    Em relação ao episódio do paciente José Ramos, a Sesapi alega que ocorreu um "infortúnio". O órgão justifica que no mesmo fim de semana garantiu 40 passagens para pacientes do TFD (Atendimento Fora de Domicílio). No entanto, diz que tentou buscar a passagem de José Ramos, mas quando confirmada a possibilidade de efetivação do transplante em Fortaleza, as empresas áreas não tinham vagas em seus voos disponíveis.

    Segundo a Sesapi, o paciente precisava embarcar às 14h e só tinha vaga no voo das 22h. A secretaria se defende afirmando que a passagem não deixou de ser comprada por omissão da administração estadual, mas devido à ausência de vagas nos voos para Fortaleza.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 13 de novembro de 2019, às 17:07h

    Franzé fala em atrair partido de Osmar Júnior (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Com a pré-candidatura de Fábio Novo a prefeito de Teresina oficializada, o PT passa a estudar agora possibilidades de composição. Um aliado histórico que pode estar no mesmo palanque petista na disputa municipal é o Partido Comunista do Brasil (PC do B).

    A sigla atualmente integra a base aliada do prefeito Firmino Filho (PSDB) em Teresina, mas isso não significa que não possa mudar até o próximo ano. Pelo menos foi o que deixou bem claro nesta quarta-feira (13) o deputado estadual Franzé Silva (PT).

    "O PC do B, assim como o Solidariedade, está nas duas bases. Acho que agora vai depender do grau de argumentação e compromissos que vão ser firmados nesse processo de fortalecimento das candidaturas. Esses partidos que não lançaram candidaturas próprias, embora estando na base da prefeitura, são partidos abertos ao diálogo", explicou.

    O relação do PC do B com o PT no Piauí é estreita. Além de estarem na base da gestão tucana em Teresina, os comunistas estão bem acomodados no governo petista no Estado, onde o presidente regional Osmar Júnior é secretário de Governo e homem forte de Wellington Dias.

    Em 2020, um dos dois aliados será preterido na disputa municipal. Onde a sombra estiver maior, lá estará o PC do B. Essa é lógica da política e os comunistas também seguem à risca.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 13 de novembro de 2019, às 16:18h

    Evaldo quer composição com o Progressistas (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O deputado estadual Evaldo Gomes, presidente regional do Solidariedade, busca o apoio do senador Ciro Nogueira (Progressistas) para composições entre os dois partidos no interior do Piauí. Em alguns municípios, a intenção é ter um nome do Progressistas como vice e em outros o Solidariedade indicaria o candidato a vice de um nome do Progressistas.

    Evaldo e Ciro se reuniram esta semana para tratar do tema. Entre os municípios estão Barras, Luzilândia e Ilha Grande. Em Luzilândia, o atual prefeito Ronaldo Nogueira (Solidariedade) vai para a reeleição e a intenção é que o partido de Ciro indique o vice. Em Barras, o Solidariedade também quer a cabeça de chapa tendo o Progressistas na vice.

    Já em Ilha Grande, o Progressistas deve ter candidatura própria a prefeito e o Solidariedade, que tem três vereadores no município, lança o vice. A intenção de Evaldo Gomes é que essas dobradinhas com o partido de Ciro se concretizem e também aconteçam em outras cidades.

    Evaldo e Ciro se reuniram na segunda-feira (11) em Teresina (Foto: Reprodução/Instagram)

    NA CAPITAL

    A intenção de Evaldo é audaciosa. Ele revelou em entrevista nesta quarta-feira (13) que buscou o apoio de Ciro para que o Solidariedade indique o vice do candidato do prefeito Firmino Filho (PSDB) em Teresina. Ciro é aliado de primeira hora do prefeito. Evaldo, no entanto, sabe que esse é um pedido difícil de ser atendido e não dependeria apenas de Ciro.

    "Lógico que esse entendimento passa pelo prefeito. Ele é o grande comandante desse processo e ainda não escolheu o candidato. Nós estamos aguardando essa escolha que se dará de janeiro para março. Qualquer nome que o prefeito Firmino indicar, com certeza será um nome competitivo, um nome técnico. E a gente vai discutir com ele, no momento, certo um nome que possa ajudar e colaborar dentro desse processo de construção", falou.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados


voltar para 'Política Dinâmica'