Coluna Gustavo Almeida
  • segunda, 27 de julho de 2020, às 10:53h

    Agentes da PF na Secretaria de Educação do PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Secretaria de Educação do Piauí (Seduc) divulgou nota em que afirma estar colaborando com as investigações da Polícia Federal no âmbito da Operação Topique. A pasta voltou a ser alvo da PF nesta segunda-feira (27). 

    A operação investiga crimes de organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraudes em licitação praticados na Secretaria. De acordo com a PF, o Governo do Piauí continuou mantendo contratos com empresas investigadas mesmo após as duas primeiras fases da Operação Topique.

    Confira a nota da Seduc

    "A Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) informa que está colaborando plenamente com a investigação em curso da Polícia Federal e sempre se colocou à total disposição dos órgãos de controle para esclarecer quaisquer questionamentos, visando a transparência e o correto funcionamento da administração pública."

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 27 de julho de 2020, às 10:29h

    Convite foi postado nas redes sociais de Rejane no domingo (Foto: Reprodução/Instagram)

    A deputada federal Rejane Dias (PT) tem uma live marcada para às 16h desta segunda-feira (27) com a também deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP). O tema da live é justamente educação. Elas vão tratar do novo Fundeb.

    Mas há dúvidas se a live ainda vai acontecer. A casa de Rejane Dias em Teresina e o gabinete dela em Brasília foram alvos de operação da Polícia Federal nesta segunda. Trata-se da terceira fase da Operação Topique, que investiga um robusto esquema de corrupção na Secretaria de Educação do Piauí, pasta que Rejane comandou de 2015 a abril de 2018.

    O convite para a live já foi apagado das redes sociais da deputada piauiense, mas não houve comunicado informando o cancelamento.

    Falar de educação justamente no dia em que a PF amanheceu na casa e no gabinete de Rejane por suspeitas de corrupção no transporte escolar é no mínimo constrangedor, tanto para ela quanto para a jovem deputada Tabata, que tem a educação como bandeira. 

    A pergunta que não quer calar: e aí, será que vai ter live?

    LEIA TAMBÉM:
    "Rejane recebe operação com tranquilidade", diz nota

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 27 de julho de 2020, às 9:59h

    Equipe dos Bombeiros foi até a Sesapi (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

    Enquanto a Polícia Federal fazia buscas e apreensões no prédio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) na manhã desta segunda-feira (27), o fogo quase toma conta de uma sala de informática na Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi). O Corpo de Bombeiros informou que o princípio de incêndio não atingiu nenhum documento da pasta.

    Ao Política Dinâmica, a Sesapi minimizou o fato e disse que, na verdade, não foi um incêndio. A pasta informou que ocorreu um curto-circuito na sala de TI e os bombeiros tiveram que ser chamados. A equipe conseguiu debelar o fogo antes que ele se expandisse. Ainda segundo a Sesapi, apenas a internet está fora do ar, mas não houve prejuízos.

    Fogo na Sesapi não é novidade.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 27 de julho de 2020, às 9:38h

    Rejane alega que cumpriu a lei (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A deputada federal Rejane Dias (PT) afirmou por meio de nota que recebeu com tranquilidade os desdobramentos da Operação Topique, da Polícia Federal. Nesta segunda-feira (27), a PF deflagrou a terceira fase da operação e cumpriu mandados de busca e apreensão na casa dela em Teresina e em seu gabinete na Câmara Federal, em Brasília.

    A ação investiga crimes de organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraudes em licitação praticados na Secretaria de Educação do Piauí. Rejane foi secretária de Educação de 2015 a abril de 2018, período investigado pela Polícia Federal.

    Confira a nota de Rejane.

    A deputada federal Rejane Dias recebe com tranquilidade os desdobramentos da referida Operação, e afirma que, como desde o início, permanece à disposição para esclarecimentos a todas essas alegações.

    Durante seu exercício à frente da Secretaria de Educação, a parlamentar sempre se portou em observância às Leis, tendo em vista a melhoria dos índices educacionais e a ampliação do acesso à educação dos piauienses.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 27 de julho de 2020, às 8:21h

    Em agosto de 2018, PD já previa ida da PF à casa de Wellington e Rejane (Charge: Jônatas)

    O Política Dinâmica faz intensa cobertura da Operação Topique desde 2018, quando foi deflagrada a primeira fase. Embora o governador Wellington Dias (PT) sempre diga que o Estado não é investigado e que a PF investiga apenas empresas, a gente sabe que não é bem assim.

    A Operação Topique investiga um dos maiores esquemas de corrupção da história do Piauí instalado na gestão do petista, mais precisamente na Secretaria de Estado da Educação, pasta comandada pela deputada federal e primeira-dama Rejane Dias (PT) de 2015 a abril de 2018.

    Ela deixou a pasta, mas colocou lá pessoas da sua mais estrita confiança. Agora, na terceira fase da operação deflagrada nesta segunda-feira (27), a PF diz que o Governo do Piauí continuou mantendo contratos com empresas investigadas mesmo em 2019 e 2020, já depois das duas primeiras fases da operação.

    Hoje, a casa do governador Wellington Dias e da primeira-dama Rejane Dias no condomínio Mirante do Lago, em Teresina, foram alvos de buscas da Polícia Federal. O gabinete de Rejane na Câmara Federal, em Brasília, também foi visitado pelos agentes da PF.

    A charge publicada no dia 15 de agosto de 2018 pelo Política Dinâmica sobre a Operação Topique e o casal governamental do Piauí nunca esteve tão atual.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 27 de julho de 2020, às 7:50h

    Agentes estão na casa do governador (Foto: Marcos Melo/PoliticaDinamica.com)

    A Polícia Federal está na residência do governador do Piauí, Wellington Dias (PT), no condomínio de luxo Mirante do Lago. É a terceira fase da Operação Topique, que investiga crimes de organização criminosa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação na Secretaria de Educação do Estado do Piauí (Seduc).

    O gabinete da primeira-dama e deputada federal Rejane Dias (PT) na Câmara Federal, em Brasília, também foi alvo de buscas.

    Carros da PF deixando o condomínio (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Operação Topique investiga um dos maiores esquemas de corrupção da história do Piauí. Nesta fase estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em Teresina e em Brasília, por ordem da Justiça Federal no Piauí com apoio Controladoria-Geral da União e do Ministério Público Federal.

    De acordo com a PF, mesmo após duas fases ostensivas da operação, o Governo de Wellington Dias continua a manter contratos ativos com as empresas participantes do esquema criminoso que totalizam o valor de R$ 96,5 milhões, celebrados entre os anos de 2019 e 2020.

    A Secretaria de Educação do Piauí (Seduc) foi comandada pela primeira-dama e deputada federal Rejane Dias de 2015 a abril de 2018, principal período investigado pela Topique. 

    LEIA TAMBÉM:
    "Mais um espetáculo", rebate Wellington 
    Terceira fase da Topique: PF de novo na Seduc-PI

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 27 de julho de 2020, às 7:27h

    Agentes da PF na Secretaria de Educação (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira (27) mais uma fase da Operação Topique, que investiga um dos maiores esquemas de corrupção da história do Piauí. Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em Teresina e em Brasília. A sede da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) é novamente um dos alvos.

    A Operação Topique já teve duas fases. Uma em agosto de 2018 e outra em setembro do ano passado, quando a PF cumpriu mandados inclusive no Palácio de Karnak, sede do Governo do Piauí. São investigados crimes de organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraudes em licitação praticados na Secretaria de Educação do Piauí.

    De acordo com a PF, o Governo do Piauí continua a manter contratos firmados com as empresas participantes do esquema criminoso que totalizam o valor de R$ 96,5 milhões, celebrados entre os anos de 2019 e 2020, já na quarta gestão do governador Wellington Dias (PT).

    PF apreendeu documentos na Seduc-PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Os mandados de busca e apreensão cumpridos nesta fase da operação Topique têm como objetivo aprofundar as investigações sobre o recebimento e solicitação de bens e valores, diretamente ou por intermediários, por agentes públicos com poder de mando na Secretaria de Educação do Piauí no período investigado.

    A Seduc foi comandada pela deputada federal e primeira-dama Rejane Dias (PT) de 2015 a abril de 2018. É justamente esse o principal período investigado pela Polícia Federal.

    LEIA TAMBÉM:
    Terceira fase da Topique: PF na casa de Wellington Dias

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sábado, 25 de julho de 2020, às 8:37h

    Limma vai presidir partido até setembro de 2023 (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O deputado estadual Francisco Limma foi eleito presidente regional do Partido dos Trabalhadores (PT) no Piauí na noite desta sexta-feira (24). Ele vai assumir o posto que era ocupado pelo deputado federal Assis Carvalho, morto no dia 5 deste mês.

    Limma venceu o também deputado estadual Franzé Silva na disputa pelo comando do partido. Ele teve 40 votos, enquanto Franzé conseguiu 16 votos. Houve ainda cinco abstenções de membros ligados ao grupo do vereador Dudu, de Teresina.

    O novo presidente pertence à mesma corrente partidária de Assis Carvalho. O mandato de Limma na presidência regional do PT no Piauí vai até setembro de 2023.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 24 de julho de 2020, às 12:59h

    Governo diz que sobra dinheiro na educação (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Enquanto o governador Wellington Dias (PT) afirma que está sobrando dinheiro para investir em educação básica no Piauí, o estado tem a segunda maior taxa de analfabetos do Brasil.

    Segundo dados de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Piauí vem mantendo um desempenho estável ao longo dos anos entre o público de 15 anos ou mais que não sabe ler um simples bilhete. Por isso, apresentou taxa de 16,6% de analfabetismo, mais que o dobro da média nacional. Só perdeu para Alagoas, com taxa de 17,2%

    Mesmo assim, o Governo do Piauí alega, numa ação em pede para usar dinheiro do precatório do Fundef na saúde, que o Estado tem dinheiro sobrando para investir em educação.

    “Vive o Estado do Piauí, portanto, um paradoxo: se, por um lado, minguam recursos para o enfrentamento da crise da Covid-19 e de suas consequências sanitárias, sociais e econômicas; por outro flanco, sobejam recursos para investimento em educação básica, após o creditamento dos valores executados no precatório”, diz um trecho da ação.

    Paradoxo mesmo é ter dinheiro sobrando para investir em educação e continuar com um dos maiores índices de analfabetismo do Brasil.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 24 de julho de 2020, às 12:23h

    Governador do Piauí, Wellington Dias (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Na ação em que pede ao Supremo Tribunal Federal (STF) para usar 35% dos recursos do precatório do Fundef em saúde, assistência social e geração de emprego, o governador Wellington Dias (PT) argumenta que "sobejam recursos para educação básica no Piauí".

    “Vive o Estado do Piauí, portanto, um paradoxo: se, por um lado, minguam recursos para o enfrentamento da crise da Covid-19 e de suas consequências sanitárias, sociais e econômicas; por outro flanco, sobejam recursos para investimento em educação básica, após o creditamento dos valores executados no precatório”, diz trecho da ação.

    Simplificando: o governador alega que tem recursos sobrando, em exagero, demasiados, para investir em educação no Piauí. Por isso, quer tirar 35% de R$ 1,6 bilhão para usar em outras áreas. O pedido do petista no STF tem como relatora a ministra Cárnem Lúcia.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 24 de julho de 2020, às 11:26h

    Wellington Dias quer mexer no dinheiro do Fundef (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

    O governador Wellington Dias (PT) entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) para poder gastar 35% do recurso bilionário dos precatórios do Fundef com outras finalidades que não sejam a educação. Ele quer usar o dinheiro em mais três áreas: saúde, assistência social e ainda na geração de emprego e renda.

    Nas primeiras páginas, a ação fala apenas em usar parte do dinheiro na saúde, mas depois vem um “jabuti” no pedido. Nas páginas 19, 20 e 21 ele alega que a pandemia também gera graves problemas sociais e muito desemprego na população. Por isso, embutiu na ação o uso da verba do Fundef também em assistência social e geração de emprego.

    No pedido feito com urgência ao STF, o petista alega que pode haver colapso nas finanças estaduais se ele não puder desviar o dinheiro do Fundef para usar nas outras áreas.

    Ao todo, o Governo do Piauí recebeu, em 30 de junho deste ano, o valor de R$ 1.652.169.584,10 (um bilhão, seiscentos e cinquenta e dois milhões, cento e sessenta e nove mil e quinhentos e oitenta e quatro reais e dez centavos). No entanto, os recursos só podem ser usados exclusivamente na área da educação, conforme determinação judicial.

    WELLINGTON FALA EM COLAPSO

    Bem diferente do que diz a equipe econômica do governador e seus aliados políticos na imprensa do Piauí, Wellington argumenta no pedido feito ao STF que as finanças do Estado estão profundamente abaladas e relata um cenário que beira o colapso.

    Governador fala em colapso econômico no PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    “Pretende o autor que apenas parte desse montante, vinculado à manutenção e ao desenvolvimento do ensino à força dos dispositivos ora impugnados, possa ser transitoriamente destinado às ações de combate a pandemia, prevenindo-se assim o colapso das finanças públicas estaduais, profundamente abaladas pela queda de arrecadação própria e pela implementação de gastos excepcionais com saúde”, diz um trecho do pedido.

    Wellington informou na ação que o Estado do Piauí gastou, somente após o início da pandemia do novo coronavírus, mais de R$ 292 milhões em ações contra a crise de saúde. É uma boa informação para a oposição e os órgãos de controle apurar.

    SOBEJAM RECURSOS EM EDUCAÇÃO

    Na tentativa de convencer o STF a permitir que ele use dinheiro do Fundef em outras áreas, Wellington chega a afirmar que enquanto minguam recursos para enfrentar a pandemia, sobejam recursos para investimentos em educação no Piauí. Ou seja, o governador afirma que tem recurso exagerado, sobrando para a educação.

    “Vive o Estado do Piauí, portanto, um paradoxo: se, por um lado, minguam recursos para o enfrentamento da crise do Covid-19 e de suas consequências sanitárias, sociais e econômicas; por outro flanco, sobejam recursos para investimento em educação básica, após o creditamento dos valores executados no precatório”, diz outro trecho.

    A ação protocolada na quarta-feira (22) foi distribuída para relatoria da ministra Cármen Lúcia. 

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 24 de julho de 2020, às 10:30h

    Decano do TCE-PI fez crítica contundente (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O conselheiro Luciano Nunes, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), apontou na sessão virtual da quinta-feira (23) uma situação que aumenta a desconfiança da população com a Corte. A afirmação chama atenção porque parte de um conselheiro, o decano, do próprio Tribunal.

    Numa tradução simples, Luciano quis dizer que o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) age como um leão para reprovar contas e punir prefeitos e presidentes de Câmaras Municipais do interior. Por outro lado, evidenciou que o mesmo Tribunal é um gatinho dócil ao julgar contas do Governo do Estado e de gestores influentes da administração estadual.

    Luciano critica "moleza" do TCE com governo estadual (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

    Luciano lembrou que o TCE-PI colocou centenas de políticos municipais na lista dos fichas-sujas, o que pode torná-los inelegíveis perante à Justiça Eleitoral. No entanto, o mesmo não acontece com membros da administração estadual. Pelo menos nenhum que tenha alguma relevância e influência política junto ao Governo.

    “Em três anos, o Tribunal de Contas reprovou, tornando inelegível, um gestor [da base estadual]. Agora faço a comparação: está sendo alijada da vida pública toda a base política do Piauí, composta de vereadores, secretários municipais, prefeitos e aquela coisa toda. Por que? Porque lá na base municipal nós [do TCE] temos índices pré-estabelecidos. Se o cara não cumpriu isso, reprova. Se não cumpriu aquilo, reprova. E aí na base estadual não. Aqui é tudo naquela moleza, naquela coisa de recursos. No fim das contas, a lista zero para o TRE-PI dos gestores estaduais e a lista extensa para o TRE-PI dos gestores municipais”, falou.

    Para Luciano Nunes, Governo do Estado encontra flexibilização nos julgamentos do TCE-PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Luciano foi mais longe. Para ele, o dado é alarmante e está havendo claramente dois pesos e duas medidas nos julgamentos do TCE-PI. Ele entende que quando é político do interior, a maioria dos conselheiros é dura e exigente, mas quando é algo referente ao governador do Estado e seus aliados importantes, o peso das normas é suavizado.

    “Eu acho que está tendo dois pesos e duas medidas. Para uns a rigidez total, para outros a flexibilidade total”, falou o conselheiro ao votar contra um parecer do Ministério Público de Contas alegando que há uma “objetividade incabida nas prefeituras e não tem essa objetividade nas contas estaduais”.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 23 de julho de 2020, às 12:48h

    Samuel gravou vídeo ao lado de Kleber e Paulo Lopes (Foto: Reprodução/Instagram)

    O vereador e ex-secretário de Semcaspi, Samuel Silveira (PSDB), anunciou publicamente na noite da quarta-feira (22) apoio à pré-candidatura de Paulo Lopes para a Câmara Municipal de Teresina. Samuel decidiu não disputar a reeleição alegando que iria se dedicar exclusivamente a ajudar o prefeito Firmino Filho (PSDB) no enfrentamento da pandemia da covid-19.

    Em vídeo publicado nas redes sociais, Samuel reafirmou apoio à pré-candidatura de Kleber Montezuma (PSDB) para prefeito e anunciou o apoio a Paulo Lopes. 

    Filiado ao PSDB, Paulo foi superintendente da Superintendência Municipal de Desenvolvimento Rural (SDR) e da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sul (SDU-Sul). Nas duas últimas gestões de Firmino Filho, foi considerado um dos membros mais bem avaliados da equipe.

    “Nós estamos aproveitando as redes sociais para fazer uma afirmação. Estamos fortemente engajados na pré-candidatura do professor Kleber Montezuma para prefeito da nossa querida Teresina. Da mesma maneira, fortemente engajados, com todo apoio, à pré-candidatura de Paulo Lopes para vereador de nossa capital”, anunciou Samuel.

    Em vídeo, apoio de Samuel a Paulo Lopes foi oficializado (Foto: Reprodução/Vídeo/Instagram)

    APOIO DE SAMUEL IMPULSIONA PAULO

    A candidatura de Paulo Lopes a vereador passa a ser extremamente competitiva. Além do grupo que ele já mantinha, o apoio do grupo de Samuel Silveira torna o pré-candidato um dos nomes mais fortes da base do prefeito. A pré-candidatura de Paulo Lopes tem a simpatia do prefeito Firmino Filho, de quem Samuel Silveira é muito próximo.

    A avaliação de bastidores é que o potencial eleitoral de Samuel somado ao trabalho de Paulo Lopes fará do pré-candidato um dos nomes do PSDB mais competitivos na disputa municipal. Seu novo apoiador Samuel Silveira era apontado como vereador de reeleição garantida, na opinião da maioria dos políticos da capital.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 23 de julho de 2020, às 11:33h

    Passados quase cinco meses de pandemia do novo coronavírus, seis municípios do Piauí ainda não têm nenhum caso confirmado da doença. A maioria fica na região Sul do Estado.

    De acordo com boletim mais recente divulgado pela Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) na noite da quarta-feira (22), as cidades de Arraial, Canavieira, Cristalândia, Jardim do Mulato, João Costa e Riacho Frio seguem ilesas em meio à pandemia.

    Até agora, o Piauí registrou 43.179 casos da covid-19, com 1.184 mortes.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 23 de julho de 2020, às 10:35h

    Ministro das Comunicações no programa de aniversário (Foto: Marcelo Camargo/Ag. Brasil)

    O mais antigo programa de rádio do Brasil completou 85 anos no ar na quarta-feira (22). A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), acompanhou e noticiou momentos marcantes do país e registrou, de forma ininterrupta, as transformações da sociedade brasileira.

    Sua história é vasta. Em oito décadas e meia, A Voz do Brasil apresentou notícias sobre 23 presidentes da República, cobriu 12 eleições presidenciais e manteve-se no ar durante a vigência de cinco constituições (1934, 1937, 1946, 1967 e 1988).

    O programa cobriu a deposição dos presidentes Getúlio Vargas (1945) e João Goulart (1964), o suicídio de Vargas (1954), a redemocratização do país em dois momentos (1946 e 1985), o impeachment e renúncia de Fernando Collor (1992) e o impeachment de Dilma Rousseff (2016).

    Voz do Brasil é o segundo programa mais longevo do mundo e primeiro do Hemisfério Sul. Na edição desta quarta-feira (22), o programa teve a participação do ministro das Comunicações Fábio Faria (PSD), que destacou a importância do noticioso para o Brasil.

    “O rádio traz a informação na ponta da linha. A rádio chega nas comunidades, em lugares isolados. Cresci ouvindo rádio e sinto que a equipa da Voz do Brasil presta um serviço inestimável para a sociedade”, afirmou enquanto visitava os estúdios da EBC.

    • Teresina Legislação e Painel Covid 19 - PMT
    • Teresina Painel e Legislação - PMT
    • Hero Grill Self Service
    • Flores Da Casinha
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados


voltar para 'Política Dinâmica'