Selo

00:00
Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
ABSTENÇÃO
MARCELO CASTRO ESCAPA DA PUNIÇÃO DO PMDB

DIRETÓRIO NACIONAL DO PARTIDO SUSPENDE FUNÇÕES PARTIDÁRIAS DE SEIS DEPUTADOS QUE VOTARAM CONTRA TEMER

11/08/2017 10:10 - Atualizado em 11/08/2017 10:39

Marcelo Castro escapou de punição do PMDB (Foto:JailsonSoares/PoliticaDinamica.com)

O deputado federal Marcelo Castro escapou de punição do PMDB. Nesta sexta-feira (11), a direção nacional do partido anunciou que irá suspender, por 60 dias, as funções políticas dos parlamentares que votaram contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Seis peemedebistas estão na lista de punição. O piauiense Marcelo Castro se safou do castigo ao decidir não votar no processo que pediu investigação sobre denúncia de corrupção contra Temer. A posição do deputado foi criticada. Ele foi acusado de ter se acovardado.

Marcelo estava entre a cruz e a espada. Se votasse contra Temer seria punido pelo PMDB. Se votasse a favor do presidente teria que enfrentar a ira dos aliados petistas no Piauí. O nome do deputado é visto com bons olhos pelo PT como possível candidato ao Senado na chapa que será encabeçada pelo governador Wellington Dias (PT).

O Conselho de Ética do PMDB irá analisar as punições que serão aplicadas aos infiéis. Ao final do processo, o deputado poderá sofrer desde uma advertência até a expulsão do partido. É o caso de nomes como Celso Pansera (PMDB-RJ), Laura Carneiro (PMDB-RJ), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), Sergio Zveiter (PMDB-RJ), Veneziano Vital do Rêgo (PMDB-PB) e Vitor Valim (PMDB-CE).

Esperto foi Marcelo Castro que ajudou Temer com a abstenção sem poder ser acusado de traição pelos petistas. No final, ele ficou bem dos dois lados. 

Comente!
Notícias relacionadas
MUDANÇA
DR. PESSOA DEVE APOIAR O BOLSONARO NO PIAUÍ
DR. PESSOA DEVE APOIAR O BOLSONARO NO PIAUÍ
ECONOMIA
WELLINGTON CRITICA CORTES FEITOS POR TEMER
WELLINGTON CRITICA CORTES FEITOS POR TEMER
ELEIÇÕES 2018
VEREADORES CERCAM PRIMEIRA-DAMA NA CÂMARA
VEREADORES CERCAM PRIMEIRA-DAMA NA CÂMARA
REJEIÇÃO
“CÂMARA FOI DESELEGANTE E INJUSTA COM DÓRIA”, CRITICA FIRMINO FILHO
“CÂMARA FOI DESELEGANTE E INJUSTA COM DÓRIA”, CRITICA FIRMINO FILHO