Selo

00:00
Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
CARO E DIFICULTOSO
“PIOR SISTEMA DO MUNDO”, DIZ WELLINGTON SOBRE ELEIÇÕES NO BRASIL

GOVERNADOR CONSIDERA COMPLICADO QUE MUDANÇAS PROFUNDAS OCORRAM JÁ PARA O ANO DE 2018, MAS CONDENA ATUAL MODELO

11/08/2017 08:54 - Atualizado em 11/08/2017 09:10

Petista acha difícil mudanças já para 2018 (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O governador Wellington Dias (PT) considera o atual sistema eleitoral do Brasil como o pior do mundo, mas acha difícil que reformas profundas sejam feitas. Segundo ele, os políticos se acostumaram com o atual modelo e por isso têm medo de promover mudanças, mesmo sabendo que ele é bastante deficiente.

“Nós temos o pior regime do mundo. Um sistema caro e que termina criando muitas dificuldades para os agentes da política, inclusive afastando muitas pessoas de qualidade da política. Eu creio que há a necessidade de uma reforma. Eu lamento, e afirmo como brasileiro que já esteve na Câmara e no Senado, que é uma das reformas mais difíceis que tem para se fazer porque nós se acostumamos a essa coisa ruim”, falou.

Apesar de defender a reforma no sistema, Wellington disse que é muito complicado se promover mudanças já para o próximo ano. Ele destacou que a alteração mais provável que deve ocorrer para 2018 é apenas encontrar uma saída para o financiamento de campanha.

“Se o financiamento não é privado, se não pode ser com arrecadação, como é que vai ser o financiamento? Tem que definir, afinal de contas temos um modelo que infelizmente é caro e que traz dificuldades”, disse.

DISTRITÃO
Na quinta-feira (10), a Comissão da Reforma Política na Câmara aprovou, por 17 votos a 15, uma emenda ao texto-base que já havia sido aprovado estabelecendo o chamado "distritão" nas eleições de 2018 e 2020 para escolha de deputados estaduais, federais e vereadores.

A comissão também aprovou dobrar o valor previsto de recursos públicos que serão usados para financiar campanhas eleitorais. Segundo o texto, seria instituído o Fundo Especial de Financiamento da Democracia, que em 2018 levaria R$ 3,6 bilhões do Orçamento da União.

Comente!
Notícias relacionadas
PROJETOS
O VEREADOR DAS HOMENAGENS
O VEREADOR DAS HOMENAGENS
PESAR
MINISTRO LAMENTA MORTE NA SERRA DA CAPIVARA
MINISTRO LAMENTA MORTE NA SERRA DA CAPIVARA
CONTRÁRIOS
NOVA PROPOSTA DE TÍTULO PARA DÓRIA COLOCA VEREADORES EM SAIA JUSTA
NOVA PROPOSTA DE TÍTULO PARA DÓRIA COLOCA VEREADORES EM SAIA JUSTA
SÓ ELOGIOS
LULA CITA WELLINGTON DIAS COMO POSSÍVEL CANDIDATO À PRESIDÊNCIA
LULA CITA WELLINGTON DIAS COMO POSSÍVEL CANDIDATO À PRESIDÊNCIA